Estadão
Estadão

Para garantir ajuste, Levy fará encontros com líderes do Senado

Ministro da Fazenda vai tratar das propostas de pacote econômico em semana decisiva de votações na Casa

Ricardo Brito, O Estado de S. Paulo

18 de maio de 2015 | 12h22

Brasília - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, promove um café da manhã na quarta e na quinta-feira, dias 20 e 21, com líderes da base aliada do Senado. Marcados para começar a partir das 8h30, no Ministério da Fazenda, os encontros têm por objetivo tratar das propostas do ajuste fiscal em tramitação no Congresso. O Senado terá a partir desta terça, 19, uma semana decisiva com a análise da primeira das medidas provisórias do ajuste fiscal, a MP 665, que restringiu regras de acesso ao seguro-desemprego e ao abono salarial.

Os senadores também devem discutir com o ministro da Fazenda a proposta de reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para operações interestaduais. Na quarta-feira, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), realiza um encontro com governadores de Estados e do Distrito Federal para tratar do pacto federativo. Levy é um dos entusiastas da reforma do ICMS.

A expectativa é que o Senado viabilize, até o final do mês, um projeto que reduz as alíquotas do imposto como forma de acabar com a guerra fiscal praticada por Estados. A discussão está parada na Casa desde abril de 2013, quando a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou uma proposta que, em vez de diminuir a quantidade de alíquotas existentes, promoveu um aumento. Na época, essa mudança desagradou à equipe econômica, que, desde então, deixou de mobilizar aliados no Congresso para levar adiante o projeto.

Tudo o que sabemos sobre:
ajuste fiscalJoaquim Levy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.