Para Frei Betto, PT não chegou ao poder, mas ao governo

O assessor especial da Presidência Frei Betto fez hoje, em São Paulo, uma defesa da política econômica que o governo Luiz Inácio Lula da Silva adotou nos primeiros cinco meses de gestão. ?Não fizemos uma revolução, nós ganhamos uma eleição. Não dá para chutar o pau da barraca, mudar rapidamente a direção do transatlântico, isso é ilusão política?, disse, em relação à manutenção dos juros básicos de 26% ao ano, na semana passada pelo Banco Central. Para Frei Betto, o PT (e o governo) tem que continuar usando a inteligência e a sagacidade que, na opinião dele, marcam a trajetória do partido. ?Não chegamos ao poder, chegamos ao governo. O poder é maior do que o que está aí, é transnacional, é o FMI?, disse.As afirmações de Frei Betto são uma defesa velada ao governo, depois das declarações do ministro chefe da Casa Civil, na sexta-feira passada, dizendo que a política econômica de juros altos e superávit primário elevado desistimulam a economia. Frei Betto participou na tarde de hoje, do 3º Fórum sobre Democracia Participativa, promovido pela Prefeitura de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.