Para FHC, problemas sociais não acabam de uma hora para outra

O presidente Fernando Henrique Cardoso disse hoje que o governo não vai conseguir acabar com os problemas de uma hora para outra. Essa declaração do presidente foi feita em resposta às críticas feitas por setores de oposição que consideram pífio o trabalho do governo na área social nos dois mandatos de Fernando Henrique. "Não se muda de um dia para o outro. Isso é um processo. Talvez mais dez anos ou menos. Não obstante, eu estou cansado de ver discursos e artigos dizendo que ´o Brasil teve mais uma década perdida, que não avançou nada no social; fizeram só a estabilização´ - como se isso fosse pouco - , mas não olharam para o social. Por que não olham para os números um pouco? É melhor ser um pouco mais humilde, menos arrogante." Na avaliação do presidente, essas críticas "não passam de ramerrão (repetição monótona e enfadonha, segundo o dicionário Aurélio)". E acrescentou: "Falta muito, mas alguma coisa melhorou". As declarações do presidente foram feitas durante discurso na cerimônia de lançamento de um novo tipo de provão para cursos supletivos, chamado de "Exame Nacional de Certificação de Competência de Jovens e Adultos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.