Para FHC, Itamar ?choveu no molhado?

O presidente Fernando Henrique Cardoso minimizou, nesta quinta-feira à noite, em entrevista ao Jornal da Record, a declaração do governador de Minas Gerais, Itamar Franco (PMDB), de que não colocará em vigor a sobretaxa e o corte de energia previstos no plano do governo federal de racionamento do consumo de energia elétrica."O governador disse o óbvio", afirmou Fernando Henrique, citando afirmação do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Marco Aurélio de Farias Mello, segundo o qual o governador mineiro "está certíssimo " em sua decisão enquanto estiverem em vigor liminares judiciais que suspendem a aplicação do plano de racionamento. O presidente confirmou, porém, que o seu governo vai pedir à Justiça que casse as liminares emitidas contra o racionamento. "Quem vai decidir é o Supremo. Então, o governador choveu no molhado", afirmou Fernando Henrique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.