Para FHC, indefinição do PSDB beneficia Lula

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) admitiu, nesta quinta-feira, que a demora na definição do nome do PSDB pode estar beneficiando, no momento, a eventual candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva."Quem define a candidatura é o sentimento popular. Temos de ver na hora da escolha do candidato qual será esse sentimento."Embora a indefinição do PSDB possa beneficiar Lula, o ex-presidente diz que a decisão final sobre quem será o próximo presidente do Brasil só será tomada daqui a algum tempo, nas eleições. "A população se posiciona no período mais próximo às eleições e sempre há mudança muito grande de opinião durante a campanha", disse.Fernando Henrique disse que não haverá necessidade de o PSDB realizar prévias para escolher seu candidato às eleições de 2006. "Prévias só são necessárias se houver divergência. Mas temos maturidade suficiente para chegar a um acordo", afirmou o ex-presidente na chegada ao seminário "Renovar Idéias: Política Monetária e Crescimento Econômico no Brasil".O ex-presidente disse ter confiança que o PSDB terá um candidato capaz de levantar de novo a confiança do povo no País. Isso porque, segundo ele, o partido tem um passado de seriedade, de capacidade técnica e gerencial, nunca enganou o povo e tem visão do que precisa ser feito agora. Ao ser perguntado sobre a indefinição do prefeito José Serra, Fernando Henrique disse que não vê Serra há pelo menos dez dias, pois estava em viagem à Colômbia. "O fato é que ele nunca disse que é candidato. As coisas precisam amadurecer e nós ainda temos tempo para definir quem será nosso candidato". O ex-presidente disse entender a ansiedade dos políticos e da imprensa em relação ao candidato do PSDB, mas destacou: "Como estou fora da política, tenho menos ansiedade". Fernando Henrique disse que vai continuar a falar sobre o Brasil e a política nacional toda vez que tiver oportunidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.