Para Dirceu, popularidade do governo Lula não está caindo

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse que ao contrário do divulgado hoje pela pesquisa CNT-Sensus divulgada hoje pela Confederação Nacional do Transporte (CNT). A a popularidade do governo e a avaliação pessoal do presidente não estão em declínio. "Não está caindo. Está crescendo. Pode perguntar isso para o Ibope", disse.Segundo a pesquisa, a avaliação positiva do governo Lula sofreu queda de 5,2 pontos porcentuais, de 34,6% em maio para 29,4% em junho. A avaliação negativa do governo subiu de 20% para 24,1%. Este foi o pior desempenho do governo Lula desde a sua posse, quando ele tinha uma avaliação positiva de 56,6% ante uma negativa de 2,3%. Os dados foram levantados pelo Instituto Sensus entre os dias 15 e 17 deste mês entre 2.000 entrevistados em 24 Estados. Nova promessaDirceu disse que, antes do início do recesso parlamentar, o governo encaminhará ao Congresso o projeto que trata da nova política para o setor de saneamento. Ele informou que no próximo dia 28 haverá uma reunião com os secretários estaduais de saneamento para discutir o assunto e garantiu que a proposta está praticamente pronta. A pedido do presidente Lula, Dirceu chamou para participar desse encontro representantes das três entidades municipalistas. O ministro esteve reunido com o presidente do Senado, José Sarney, mas não quis revelar o motivo da visita. "Vim conversar", resumiu ao deixar o gabinete de Sarney. Dirceu contou que desistiu de viajar para Nova Iorque com o presidente Lula. "Tenho trabalho aqui. Não dá para sair agora de Brasília. Tenho muito trabalho", explicou, acrescentando que a agenda do presidente nos Estados Unidos estava muito apertada e que não teria a possibilidade para despachar e conversar com Lula durante a viagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.