Para Dilma, petistas em greve de fome são prova de democracia

'O PT é um partido democrático. As pessoas podem se manifestar da forma como julgarem adequado', afirma a candidata

Andrei Netto, de O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2010 | 19h52

MADRI - A greve de fome realizada até sexta-feira, 18, pelo deputado Domingos Dutra (PT-MA), 54 anos, e pelo líder camponês Manoel Conceição, 75, é, na visão de Dilma Rousseff, uma prova da democracia do PT. "O PT é um partido democrático. As pessoas podem se manifestar da forma como julgarem adequado. Eu respeito os petistas que estão fazendo greve de fome. Agora, esta é uma questão a ser tratada pelo partido e pela direção do partido", afirmou.

 

Indagada se a aliança entre o PT e o PMDB de José Sarney e Roseana Sarney é crucial para sua candidatura, Dilma empurrou a responsabilidade para o partido. "É uma posição partidária. Não é o que eu acho ou deva achar. O partido considera estratégica uma aliança com o PMDB. Foi essa a decisão majoritária tomada no Congresso." A.N.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.