Para Dilma, 'marajás' fazem parte do passado

Para a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, as empresas estatais brasileiras estão "altamente profissionalizadas" e não há "essa problemática dos marajás" - distribuição de cargos executivos das empresas com interesses políticos ou econômicos nas corporações administradas pelo governo brasileiro.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

27 de junho de 2010 | 15h43

"Tanto é assim que a Petrobras é hoje a quarta empresa de petróleo do mundo e a Eletrobras é uma das grandes empresas de energia elétrica do mundo", avaliou Dilma, durante a convenção do PT da Bahia, realizada hoje. "Essa problemática dos marajás me parece mais ter sido um problema do fim da década de 80 e início da década de 90, nós já superamos essa fase."

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçãoDilma Rousseffmarajás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.