Para comemorar, produtores gaúchos plantam soja transgênica já

Doze horas depois da edição de medida provisória que autoriza o cultivo de soja transgênica neste ano cerca de 200 produtores de diversos municípios da região central do Rio Grande do Sul já estavam lançando ao solo cem quilos de sementes geneticamente modificadas. ?O ato representa a liberdade de plantar?, proclamou o presidente do Clube Amigos da Terra de Júlio de Castilhos, o engenheiro agrônomo Cesar Antônio Mayer Carlotto, enquanto uma máquina semeadeira depositava os grãos numa área do parque de exposições da cidade, tomado, nesta semana, por uma feira agroindustrial.O primeiro plantio oficial teve apenas caráter simbólico e nem será colhido. O calendário agrícola recomenda como ideal para a semeadura da soja no Rio Grande do Sul o período de 10 de outubro a 20 de dezembro, começando pelo noroeste e descendopara o sul do Estado. Na safra passada, lembra o assistente técnico de soja da Emater, Aurelino Dutra de Farias, só 8% dos campos estavam plantados no final de outubro. O índice cresceu para 62% no final de novembro e para 94% no final de dezembro, chegando a 100% somente em janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.