Para CNI, mínimo de R $ 260 foi decisão responsável

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, afirmou, por meio denota à imprensa, que a decisão da Câmara de manter o salário mínimo em R$ 260,00 foi "responsável". Segundo ele, é precisopreservar o equilíbrio da contas públicas. "Foi uma decisão que traz um ônus político, por não ter agradado a certos setores, mastraduz uma visão responsável e que, certamente, vai permitir que o Brasil encontre o caminho para fazer uma recomposição dovalor real do mínimo nos próximos anos", afirmou Monteiro Neto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.