Para Ciro, "é injustiça" condenação por ofensa a Serra

O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, disse nesta terça-feira, por intermédio de sua assessoria, que considera "uma injustiça" a decisão da 4ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça (TJ) que o condenou a pagar uma indenização de 100 salários mínimos ao atual prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB). Ciro, conforme sua assessoria, já recorreu da decisão.A indenização imputada a Ciro tem como origem uma entrevista concedida ao jornal Folha de S. Paulo no dia 20 de março de 2000. Na entrevista, Ciro qualificou Serra de "candidato dos grandes negócios e das negociatas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.