Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Para Chalita, Serra sai da eleição ‘menor do que entrou’

Tucano fez uma campanha 'muito agressiva', considera o candidato derrotado do PMDB

Bruno Lupion - O Estado de S.Paulo,

28 de outubro de 2012 | 10h04

O candidato derrotado do PMDB, Gabriel Chalita, que apoiou o petista Fernando Haddad no segundo turno das eleições paulistanas, afirmou neste domingo, 28, que seu adversário tucano, José Serra, sai deste pleito “menor do que ele entrou”.

Para Chalita, ex-secretário estadual de Educação de 2003 a 2007 na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), Serra fez uma campanha “muito agressiva”, semelhante à empreendida contra a presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2010. “Serra veio, de novo, com a história de pegar um tema que não é referente à grande questão da cidade. Na eleição presidencial, ele pegou o aborto, na eleição local, ele pegou o kit gay. Sai menor do que entrou”, disse.

Já o prefeito Gilberto Kassab (PSD), na opinião de Chalita, ficará marcado como um político “muito esperto”, por ter conseguido montar um partido “que vai de um lado, vai do outro lado”. Contudo, segundo o peemedebista, também será lembrado como um mau administrador, “que perdeu uma grande oportunidade de cuidar de São Paulo”.

“Eles (Serra e Kassab) não conseguiram usar esse orçamento fantástico e deixaram a maior parte da população de São Paulo na miséria, são 3 milhões de pessoas morando em favelas e áreas irregulares”, disse. Chalita está no Hotel Intercontinental, na região da Avenida Paulista, onde petistas e aliados acompanham o dia da votação do segundo turno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.