Para CCJ, deputados não devem ter sigilo fiscal

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou a inclusão da quebra do sigilo fiscal dos deputados nos dispositivos do Código de Ética e Decoro Parlamentar. Pelo projeto aprovado na comissão, os deputados são obrigados a publicar, no Diário Oficial e na Internet, suas declaraçãoes de bens e renda, incluindo seus passivos. Apesar do resultado na CCJ, o deputado Gerson Peres (PPB-PA) previu que essa obrigatoriedade de quebra do sigilo cairá quando da votação da matéria no plenário da Câmara. Na comissão, Peres propôs a retirada desse item do texto, mas sua emenda foi rejeitada pela maioria dos membros da comissão, que preferiu deixar a decisão para o plenário. "No plenário, essa publicação cairá", previu Peres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.