Para Bornhausen, ACM merece todo respeito do PFL

O presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (PFL-SC) disse hoje no Rio que não acredita que o senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) possa pedir licenciamento do partido. Bornhausen disse que ACM merece todo o respeito do PFL, que não lhe fará nenhuma exigência. Afirmou também que a avaliação do depoimento do senador só deve ser feita após a conclusão de todo o processo no Senado, até a finalização do relatório do relator da Comissão de Ética do Senado, senador Roberto Saturnino Braga. "Só, então, de maneira consciente e séria, poderá ser feita uma avaliação", disse Bornhausen. Ele lembrou que hoje ocorre o depoimento do senador Arruda e ainda deverá haver uma acareação entre ACM, Arruda e a ex-diretora do Prodasen, Regina Borges.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.