Para Bernardo, oposição faz o papel dela no Orçamento

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, afirmou hoje que a oposição faz o papel dela de criar dificuldades para o governo na votação do Orçamento. "O debate com a oposição é normal. Está dentro das regras democráticas. Eles falarem que vão dificultar é normal. Seria estranho a oposição dizer que vai ajudar e facilitar a vida do governo", disse. Ontem, a oposição criticou o governo por anunciar o aumento de tributos, apesar de ter se comprometido a não fazê-lo. O líder do PSDB no Senado, Artur Virgílio (AM), disse que a administração federal traiu a oposição. Sobre se isso de fato aconteceu, Bernardo respondeu: "Está dentro do marco democrático eles reclamarem, mas nós temos de fazer nossa parte: preservar o equilíbrio fiscal e o equilíbrio do Orçamento. Nossa parcela de responsabilidade é essa. Não pode a oposição querer governar o País, principalmente lá da praia. Nós vamos fazer nossa parcela e eles, a deles", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.