Para Alckmin, governo conduziu mal a questão dos bingos

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), não estranhou a derrota que o governo Lula sofreu no Senado Federal com o arquivamento da medida provisória (MP) dos Bingos. "Isso começou mal. E o que começa mal não pode terminar bem", garantiu Alckmin.De acordo com o governador, é evidente que o governo conduziu mal a questão da MP dos Bingos. "O governo federal pretendia fazer a legalização e depois fez o oposto, ou seja, uma proibição repentina", complementou. Alckmin acredita que cabe ao governo Lula encaminhar um projeto de lei sobre o tema e discutir a questão com a sociedade. "Este me parece ser o único caminho possível", reiterou.Segundo ele, o Senado não entrou no mérito da questão, derrotou a MP na admissibilidade. Por essa razão, ele acredita que o único caminho é o envio de um projeto de lei. O governador entende que a legislação sobre jogos é uma legislação federal e deve servir para todos os Estados. Pessoalmente, ele disse que não estimularia o jogo. "Este não é o caminho, mas cabe à sociedade discutir a questão para ver quais os tipos de jogos que podem ser liberados e seus limites", destacou.Ao comentar a derrota que o governo federal também sofreu na questão do salário mínimo, Alckmin disse confiar plenamente na condução do assunto pela comissão instituída no Senado. "Todo o esforço para melhorar o salário mínimo é correto e está na direção certa. Mas a questão é ver o financiamento, o que cabe à Previdência Social", emendou. Para o governador, a comissão é formada por pessoas sérias, comprometidas, que podem fazer um bom trabalho e dialogar com o governo para o encontro de uma boa solução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.