Para Alckmin, Conselho de Jornalismo é ?recaída autoritária?

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou hoje que "de vez em quando, o governo (federal) tem uma recaída autoritária", ao comentar a proposta de criação do Conselho Federal de Jornalismo (CFJ), encaminhada pelo governo Lula ao Congresso Nacional. "Mas o bom da democracia é que a sociedade é muito atenta e tem se colocado fortemente na defesa dos valores e princípios", afirmou. Segundo o governador, a liberdade de imprensa faz parte da essência do regime democrático. "Sempre que se tem um sistema autoritário, a primeira medida tomada é o cerceamento à liberdade de expressão." Para ele, a criação do CFJ não é o caminho. Alckmin lembrou que, certamente, existem certos abusos em possíveis denúncias divulgadas pela imprensa. Mas ressaltou que no mundo inteiro é assim. "Para controlar certos abusos, temos o poder Judiciário e todos os instrumentos jurídicos. Por isso, não vejo razão para se criar um novo instrumento que pode ser utilizado para limitar uma ação de liberdade de expressão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.