Para Alckmin, apoio de Roriz é motivo de entusiasmo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, escolhido pelo PSDB para disputar a Presidência da República nas próximas eleições, afirmou hoje que se sentiu "muito prestigiado" com o apoio que recebeu do governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz (PMDB). Apesar de apontar a necessidade de respeitar a vontade manifestada pelo PMDB de ter candidato próprio nas próximas eleições, Alckmin ressaltou que o fato de Roriz ter colocado seu nome à disposição para a vaga de vice é motivo de entusiasmo no atual momento."É um apoio extremamente importante de um governador muito bem avaliado", disse o candidato tucano, classificando Roriz como um dos mais importantes governadores do País. Alckmin disse ainda que, apesar do gesto de Roriz, ainda é preciso aguardar que seja anunciada uma decisão definitiva do PMDB para as eleições deste ano. Caso o PMDB desista de fato da candidatura própria, Alckmin assegurou que irá trabalhar por uma aliança. "Temos respeito pelo partido, mas é necessário aguardar as próximas semanas"."Legislativo não sofre influência do governo de SP"O governador negou hoje que seu governo tenha tido alguma participação na forma como a Assembléia Legislativa vem lidando com as denúncias relacionadas ao uso de verbas publicitárias do banco estatal Nossa Caixa, durante seu governo.Ao comentar o fato de a oposição ter apontado ontem a montagem de uma operação para impedir a criação de uma CPI sobre o caso, Alckmin defendeu que o Poder Executivo já conduziu sua própria investigação e que a Assembléia é um Poder independente."A Assembléia Legislativa é um outro Poder. Ela faz o que entende que deve fazer. Se achar que é preciso ter mais uma investigação, pode fazê-la", disse o governador, insistindo, no entanto, que esse é um assunto interno da Casa e que não sofre interferência do governo estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.