Dida Sampaio/Estadao
Dida Sampaio/Estadao

Para Alberto Goldman, prévia ampla no PSDB é 'tecnicamente inviável'

Data de prévias será pauta da primeira reunião da nova Executiva tucana eleita neste sábado na convenção do partido

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

09 Dezembro 2017 | 19h08

Brasília - Para evitar desgaste com o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, que é pré-candidato ao Palácio do Planalto, o governador Geraldo Alckmin prometeu realizar prévias em março com todos filiados do PSDB que tenham mais de um ano de partido. Não sei se sabe ao certo qual seria o tamanho desse colégio eleitoral, uma vez que o partido tem 14 milhão de filiados. O cadastro, porém, está desatualizado.

Esse será o tema da primeira reunião da nova executiva tucana.

"As informações que recebi é que fazer prévias com todos os filiados é algo tecnicamente inviável. A avaliação será da próxima executiva", disse o ex-governador Alberto Goldman, que ontem deixou a presidência interina da sigla.

O prefeito João Doria, que agora mira a disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, defendeu ontem que a prévia seja em janeiro. Isso anteciparia o debate paulista. Aliados do governador não gostariam de começar o ano com uma agenda negativa.

Alckmin e Virgílio combinaram de fazer uma "maratona" de 10 visitas a capitais cada um.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.