Para Aécio Neves, PT põe credibilidade do IBGE em xeque

Para Aécio Neves, PT põe credibilidade do IBGE em xeque

Em nota, candidato diz que governo federal vem causando danos às instituições do País 

Beatriz Bulla, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2014 | 20h26

SÃO PAULO - Ao comentar o erro assumido nesta sexta-feira, 19, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), o candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, classificou de "impressionante o dano que o governo federal vem causando às instituições do País". 

Em nota encaminhada pela assessoria do tucano, o candidato diz que "na ânsia de se manter no poder, o governo não hesita sequer em colocar em xeque instituições que são guardiãs da memória e da sociedade brasileira".

No início da noite desta sexta-feira, o IBGE confirmou "erros extremamente graves" em dados de sete Estados na Pnad, divulgados na quinta-feira, 18. Com a correção dos dados e alterações no índice de Gini - o indicador que mede a concentração de renda  no País - , a desigualdade social teria apresentado queda discreta em 2013.

Na nota, Aécio relembra o erro recente na pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), quando levantamento sobre violência contra mulheres também precisou ser corrigido. 

Nas palavras do senador, a "pressão do governo sobre os pesquisadores e demais profissionais de institutos como o IBGE e Ipea e o sucateamento desses acabam colocando em dúvida todos os dados apresentados, inclusive, e sobretudo, os positivos". 

"Os erros não são pequenos. É o governo do PT acabando com a credibilidade de nossas mais sérias e conceituadas instituições", afirmou Aécio.

Tudo o que sabemos sobre:
Pnad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.