Para advogado de senador, ação de busca e apreensão da PF é 'desnecessária'

O defensor de Ciro Nogueira (PP) disse que o parlamentar tem colaborado com as investigações e já apresentou dados bancários, fiscais e telefônicos a investigadores

Talita Fernandes, O Estado de S. Paulo

14 de julho de 2015 | 09h22

BRASÍLIA - O advogado do senador Ciro Nogueira (PP-PI), Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, classificou de "desnecessária" a ação de busca e apreensão na casa do senador feita na manhã desta terça-feira (14), em Brasília.

De acordo com Kakay, o senador tem colaborado com as investigações e já apresentou dados bancários, fiscais e telefônicos a investigadores. "Acho ruim que uma medida que era para ser exceção deixe de ser exceção nesses atos de investigação", disse Kakay.

A casa do senador, que é presidente do PP, foi alvo de busca e apreensão conduzida pela PF na manhã desta terça-feira no âmbito da Operação Politéia. Foram cumpridos 53 mandados de busca e apreensão em sete Estados.

As ações foram solicitadas pela Procuradoria Geral da República e autorizadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Os mandados são referentes a políticos que são alvo de inquéritos na Corte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.