Para advogada, virou fixação dizer que não há punição

A advogada Flávia Rahal, que preside o Instituto de Defesa do Direito de Defesa, repudia versões e teses de que réus do colarinho branco não são condenados. "Virou quase fixação afirmar-se que não há punições. Elas existem e, normalmente, são exageradas." Pesquisa da DireitoGV concluiu que 94%dos acusados por crimes financeiros são condenados. Para Flávia, "a questão não é estrutural, mas, como o STF é uma corte constitucional e se vê primordialmente assim, não prioriza o andamento das ações, à exceção de algumas, como o mensalão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.