Para ACM Neto, decisão da PF sobre dossiê é 'absurda'

O líder do DEM na Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), afirmou que a decisão da Polícia Federal em investigar o vazamento do dossiê sobre os gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso significa o uso da máquina pública para atender fins políticos do PT. "É um absurdo e uma falta de bom senso pensar que o vazamento é mais importante do que a elaboração do dossiê", afirmou.ACM Neto disse que em primeiro lugar deveria ser investigado quem produziu o dossiê. "A Polícia Federal pode até investigar o vazamento, desde que isso aconteça depois de investigar a elaboração do dossiê, que é onde houve crime. O crime que está caracterizado foi na elaboração do dossiê", afirmou ACM Neto. "Isso mostra que o governo não tem escrúpulos, nem limite, na utilização do poder do Estado. É mais uma tentativa de intimidar a oposição", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.