Para 77% dos leitores Palocci mandou violar o sigilo do caseiro

Nem a Caixa Econômica Federal, nem a Polícia Federal ainda identificou quem mandou bisbilhotar a conta do caseiro Francenildo da Costa. O que se sabe, até agora, é que o ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, entregou pessoalmente o extrato com a movimentação financeira do caseiro ao ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Mas para a grande maioria dos leitores do Portal do Estadão o mandante do crime é Palocci.A enquete colocada no ar nesta terça-feira recebeu um total de 3.298 votos. Para 2.568 leitores (77,86%), o ex-ministro da Fazenda é o autor do pedido de quebra ilegal do sigilo do Francenildo. Para os outros 730 (22,14%), não foi Palocci quem determinou a quebra da conta do caseiro na Caixa Econômica Federal.Até agora, segundo as investigações, na noite dia 16 de março, o gerente Nacional de Integração de Políticas de Gestão da Caixa, Jeter Ribeiro entrou nos computadores da instituição com um laptop e imprimiu o extrato com a movimentação financeiro de Farncenildo.Em seguida, ele passou a informação para a sua chefe, a superintendente Sueli Aparecida Mascarenhas. Ela repassou o extrato para o consultor da presidência, Ricardo Shuman, que o entregou a Mattoso.Na PF, o ex-presidente da Caixa disse que foi até a casa de Palocci e entregou-lhe extrato. No dia seguinte, as contas do caseiro estavam expostas no site da revista Época.Onze dias depois, Palocci era demitido do ministério da Fazenda pelo presidente Lula

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.