Para 44% da população, gestão Temer é igual a de Dilma, diz pesquisa

Levantamento do Ibope divulgado nesta sexta mostra que presidente interino vive quadro semelhante ao de Dilma Rousseff perante a opinião pública

Julia Lindner, O Estado de S. Paulo

01 de julho de 2016 | 12h00

Brasília - O gerente executivo de Pesquisa e Competitividade da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Renato da Fonseca, afirmou, nesta sexta-feira, ao comentar os resultados da pesquisa Ibope sobre avaliação do governo federal, que há uma melhora pouco significativa na popularidade do presidente Michel Temer em relação à Dilma Rousseff. "O saldo ainda é negativo", declarou. Fonseca alertou que um grande número de entrevistados não soube responder ou considerou a gestão Temer regular, o que era esperado para este início do governo, que tem menos de dois meses.

Em relação à Dilma, a pesquisa mostrou que 44% consideram a gestão Temer igual a da presidente afastada. Outros 25% avaliam que a atuação do presidente em exercício é pior do que a sua antecessora; 23% disseram que a gestão de Temer é melhor do que a Dilma; e 8% não souberam ou não quiserem responder. Na última pesquisa divulgada pelo CNI, em março, a porcentagem da população que desaprovava maneira de Dilma governar era de 82%. Já os que consideravam o governo Dilma ruim ou péssimo eram 69%.

A pesquisa divulgada hoje mostrou que 53% dos entrevistados desaprovam a maneira de governar de Temer desde que ele assumiu, em meados de maio. A proporção dos que aprovam a gestão é de 31%. Não souberam ou não responderam 16%.

"O que a gente percebe é que ainda há ligação forte dos dois governo e isso gera a avaliação negativa", disse. Para o gerente, "não houve tempo" para uma lua-de-mel com o governo provisório. Acho que um mês e meio do governo é muito pouco, estamos todos nós correndo atrás para ver qual linha, qual será o modo de governar", ponderou. Segundo ele, caso Temer permaneça na presidência, será possível tirar conclusões na próxima pesquisa, em setembro.

Pesquisa. A percentagem da população que considera a gestão Temer boa ou ótima é de apenas 13%. A parcela dos entrevistados que avalia a atual gestão como ruim ou péssima é de 39%. Já os que consideram o governo regular são 36%. Outros 13% não souberam ou não quiseram responder. O levantamento tem margem de erro máxima de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

A CNI e o Ibope também perguntaram sobre a confiança em relação ao presidente em exercício. A parcela dos que não confiam nele é de 66%. O porcentual daqueles que confiam na pessoa do presidente é de 27%. Outros 7% não souberam ou não quiserem responder sobre a confiabilidade de Temer.

A CNI informou que a pesquisa não abordou a opinião dos entrevistados com relação ao impeachment da presidente Dilma, porque a instituição queria manter o mesmo formulário da pesquisa anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.