Papa vê os jovens como apóstolos da esperança

Ao receber ontem um grupo de jovens de uma arquidiocese italiana, João Paulo II salientou que os mais novos e suas famílias são "o futuro da sociedade e da Igreja" e os convocou a ser "sentinelas da esperança". Para o papa, os jovens precisam se converter em apóstolos diante de outros rapazes e moças de sua idade e realizar "numerosas e significativas experiências de espiritualidade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.