Papa pede à CNBB mais atenção aos jovens

O papa João Paulo II recomendou aos membros dos regionais Nordeste 1 e Nordeste 4 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em reunião hoje, no Vaticano, que dêem especial atenção ao despertar religioso dos jovens e procurem formar os católicos de suas dioceses numa fé firme e coerente."É preciso haver um salto de qualidade na vida cristã do povo, para que ele possa dar testemunho de sua fé de forma clara", advertiu o papa aos bispos do Ceará e do Piauí, no encerramento de sua visita ad limina (visita obrigatória que o episcopado faz a Roma, a cada cinco anos, para prestação de contas).Depois de reafirmar que "uma diligente e atenta pastoral da juventude" é necessária para testemunhar os valores cristãos, João Paulo II exortou os bispos a enfrentar "com suas melhores energias e renovado ardor missionário" os desafios que se deve vencer para a construção do reino de Deus."O espinhoso problema do acompanhamento do menor privado de dignidade e inocência, os problemas relacionados com a inserção no mercado de trabalho, o aumento da criminalidade juvenil, devido em boa parte à situação de pobreza endêmica e à falta de estabilidade familiar, junto com a ação às vezes deletéria de alguns meios de comunicação, a emigração interna em busca de melhores condições de vida nas grandes cidades, a preocupante implicação dos jovens no mundo da droga e da prostituição constituem fatores que devem ser primordiais em vossas ações", disse o papa.Em outro trecho do discurso, João Paulo II apresentou Madre Paulina, a primeira santa brasileira, canonizada em maio, como modelo de santidade para os cristãos que se dedicam ao trabalho de evangelização no Brasil. "A Igreja precisa de sacerdotes santos, de religiosos santos e, hoje mais do que nunca, de leigos santos."D. Mauro Montagnoli, bispo de Ilhéus e responsável pelos setores de Leigos, Juventude e Comunidades Eclesiais de Base (Cebs), disse à reportagem que a CNBB já segue, há muitos anos, as recomendações do papa. "Essa orientação vale para a toda aIgreja e não apenas para as dioceses dos regionais do Ceará e doPiauí", afirmou o bispo.A Pastoral da Juventude da CNBB, criada na linha da antiga Ação Católica, está dividida em quatro áreas - grupos de jovens, estudantil, rural e meios populares - além da pastoral universitária, que tem dimensão própria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.