Papa lamenta a morte de dom Lucas

Com dois telegramas de condolências enviados hoje ao Brasil, o papa João Paulo II manifestou seu pesar pela morte de Dom Lucas Moreira Neves. Uma das mensagens foi endereçada à irmã do cardeal brasileiro, Judith Moreira Neves. Nela o santo padre se disse "profundamente consternado" pela morte do amigo e grande colaborador. "Peço a Deus que recompense abundantemente este fiel servidor da igreja no Brasil e desta Sé Apostólica", diz o texto. O outro telegrama é assinado pelo cardeal Angelo Sodano, secretário de estado do Vaticano, e encaminhado ao sucessor de Dom Lucas em Salvador, Dom Geraldo Majella Agnelo, primaz do Brasil. "O Santo Padre envia aos queridos fiéis dessa igreja particular uma reconfortante benção apostólica", diz. Dom Lucas será sepultado em Salvador, e não em sua cidade natal, São João del Rey, em Minas. Como membro da Academia Brasileira de Letras, teria lugar reservado também no mausoléu dos imortais no Rio de Janeiro, mas o religioso gostaria, segundo seus colaboradores mais estreitos, ser levado para Salvador. "Como arcebispo emérito ele tem este direito. O bispo normalmente é sepultado em sua sede", afirmou Dom Eugenio Salles, arcebispo emérito do Rio de Janeiro, pouco antes de embarcar de volta ao Brasil. Ele estava em Roma com um grupo de bispos para a visita "ad limina" no Vaticano - encontros periódicos com o papa e cardeais da curia. Dom Eugenio chegou a ver Dom Lucas logo após sua internação na clínica Pio XI. "Ele me reconheceu, mas já estava numa situação precária de saúde", recordou o cardeal. "Domingo fui visitá-lo novamente, mas cheguei uma hora depois dele ter falecido?. lamentou. O laudo médico confirmou que dom Lucas morreu por "insuficiência renal provocada por diabete". A doença, porém, teria comprometido outros órgãos. O corpo do cardeal está sendo velado na capela do Colégio Pio Brasileiro, ponto de referência e de hospedagem para religiosos brasileiros que estudam em Roma, situado a 200 metros da clínica Pio XI. O próprio Dom Lucas morou no colégio nos anos 80, quando era secretário da congregação para os bispos. Hoje à tarde, alem de Dom Eugenio Sales, passaram por lá todos os cardeais da hierarquia vaticana que participarão da cerimônia oficial, marcada quarta feira. Definido pela edição de hoje do jornal católico francês La Croix como "uma das figuras centrais do pontificado de João Paulo II", Dom Lucas, por muito tempo um dos candidatos à sucessão do papa, era considerado um homem de grande cultura e preparação intelectual. Formou-se com os dominicanos franceses e, por sua ligação com a cultura daquele país, recebeu a máxima condecoração para um estrangeiro: a legião de honra. A missa de corpo presente está confirmada para dia 11 à tarde, na Basílica de São Pedro, no altar das Confissões. Será presidida pelo papa João Paulo II, que vai dizer a homilia e os ritos da Ultima Commendatio e Valedictio. A liturgia eucarística será celebrada pelo cardeal Joseph Ratzinger, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé e vice decano do colégio cardinalício, com a participação dos outros cardeais. Uma das irmãs de Dom Lucas, Estela, e o sobrinho Fernando, que chegam a Roma hoje à tarde, também estarão presentes.LutoO governador de Minas Gerais, Itamar Franco (sem partido), decretou luto oficial no Estado por três dias, a partir de hoje, pela morte de dom Lucas. Em sua mensagem, o governador mineiro lamentou o falecimento do ex-presidente da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). "Dom Lucas Moreira Neves era um dos mais respeitados e influentes cardeais da Cúria Romana. Sua inteligência privilegiada brilhou como uma estrela maior no centro de orientação do mundo católico. Admirado pelo Papa, de quem foi seu confessor, e pelos meios culturais que o levaram à Academia Brasileira de Letras, Dom Lucas foi um grande mineiro. Nele, prevaleceu a figura do padre de São João del Rey, irmão dos músicos Stela e José Maria, gente nossa pelo devotamento à fé e à arte. Minas sente intensamente sua perda", disse Itamar. O cardeal era parente distante de Tancredo Neves. Sua morte também foi lamentada pelos familiares do ex-presidente eleito. A viúva de Tancredo, Risoleta Neves, divulgou nota em que diz que Dom Lucas "deixa uma herança espiritual que dignifica o mundo cristão". "Os sinos de São João Del Rey entoarão seu dobre mais triste e sentido pela morte de Dom Lucas Moreira Neves. Sacerdote exemplar, tocado de santidade, Dom Lucas deixa uma herança espiritual que dignifica o mundo cristão. Sua morte será pranteada por toda a comunidade cristã." Já o presidente da Câmara dos Deputados e candidato ao governo de Minas pelo PSDB, Aécio Neves, classificou o falecimento como uma "perda irreparável". "Com a morte de Dom Lucas Moreira Neves, a Igreja Católica perde um de seus apóstolos mais dedicados, e um dos mais preparados, não apenas no campo espiritual. Dom Lucas foi uma figura das mais destacadas no quadro da hierarquia católica. É uma perda irreparável para todos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.