EFE/ Maurizio Brambatti
EFE/ Maurizio Brambatti

Papa Francisco envia carta a Lula oferecendo 'proximidade espiritual'; leia na íntegra

Líder da Igreja Católica também manifesta seu pesar pelas "duras provas" que Lula viveu recentemente

Gabriel Wainer, O Estado de S.Paulo

29 de maio de 2019 | 09h35

O papa Francisco enviou uma carta ao ex-presidente Lula, preso em Curitiba desde abril do ano passado, na qual manifesta sua "proximidade espiritual" e pede ao ex-presidente que não desanime, nem deixe de confiar em Deus.

A carta do papa a Lula é uma resposta a uma mensagem que Lula havia enviado no início de abril, agradecendo ao apoio que o pontífice "tem demonstrado ao povo brasileiro pela justiça e pelos mais pobres".

No texto, o Papa afirma que "a responsabilidade política constitui um desafio permanente para todos aqueles que recebem o mandato de servir ao seu país" e agradece Lula pela mensagem anterior.

O líder da Igreja Católica também manifesta seu pesar pelas "duras provas" que Lula viveu recentemente, numa referência às perdas familiares do ex-presidente, especialmente a de seu neto Arthur, de 7 anos.

O pontífice afirma ainda que uma das lições importantes que o período de Páscoa ensina é que "podemos passar da escuridão para a Luz; do pecado que separa Deus para a amizade que nos une a Ele; o bem vencerá o mal; e a verdade vencerá a mentira". Nas redes sociais, a frase está sendo utilizada pelos parlamentares da oposição para exaltar o ex-presidente e sua relação com o Papa Francisco.

Leia a carta do papa a Lula na íntegra:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.