Papa escolhe ex-arcebispo de Boston para basílica romana

O papa João Paulo II deu, hoje, ao cardeal Bernard Law, uma posição oficial em Roma, nomeando o ex-arcebispo de Boston, que renunciou durante o escândalo de abuso sexual por padres nos EUA, chefe de uma basílica.Law terá agora o título de arcipreste da Basílica de Santa Maria Maior, um posto basicamente cerimonial, freqüentemente dado a prelados aposentados.O sacerdote de 72 anos renunciou ao arcebispado de Boston em dezembro de 2002, para acalmar o clamor contra a forma com que conduziu os casos de abuso sexual.Ele mudou-se de Boston e tornou-se capelão residente em um convento em Maryland, embora mantendo-se membro de nove conselhos e congregações do Vaticano, viajando freqüentemente a Roma. Law participou de um grande número de eventos durante as comemorações do 25º aniversário do pontificado de João Paulo, em outubro do ano passado.Arcipreste é um cargo de administração em uma basílica - que por sua vez é uma igreja que tem certas prerrogativas honoríficas e privilégios sobre as outras, com exceção das catedrais - e tem funções cerimoniais. Em Santa Maria Maior, no centro histórico de Roma, ele sucede ao cardeal italiano de 82 anos, Carlo Furno.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.