Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Papa considera 'justos' protestos no Brasil, diz jornal

O papa Francisco incluirá em seu discurso na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio de Janeiro, o tema dos protestos que tomam as ruas do Brasil desde junho, afirma o jornal espanhol El País. "Segundo o papa Francisco, as reivindicações por maior justiça não contradizem o Evangelho", diz a publicação.

BRENO PIRES, Agência Estado

02 de julho de 2013 | 15h33

O periódico informa que o sumo pontífice tomou ciência do conteúdo em conversas com o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, com o arcebispo emérito de São Paulo, Dom Cláudio Hummes, e com o cardeal Raymundo Damasceno, presidente da Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB). Diante da importância dos acontecimentos, o papa decidiu fazer alusão ao assunto durante a semana em que ficará no Brasil, para a Jornada Mundial da Juventude, que acontece entre os dias 23 e 28 de julho.

Os protestos foram tema de um documento que a CNBB redigiu no dia 21 de junho, declarando solidariedade e apoio às manifestações - desde que pacíficas - que têm levado às ruas pessoas de todas as idades. O documento está nas mãos do papa, segundo o El País, e descreve as manifestações como "um fenômeno que envolve ao povo brasileiro e o desperta para uma nova consciência".

Na noite do sábado, 29, dom Cláudio Hummes, arcebispo de São Paulo, defendeu as manifestações que tomaram as ruas do País e disse, em palestra no Colégio São Bento, na região central de São Paulo, que "aqueles que não se sentem ouvidos precisam mesmo ir para as ruas".

Tudo o que sabemos sobre:
ProtstosPapa Franciscoimprensa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.