Papa beatifica 6 religiosos e fala de paz

O papa João Paulo II beatificou seis religiosos italianos, na cerimônia de Angelus deste domingo. Ele invocou ?o dom pascal da paz?, lembrando que ?a verdadeira paz surge de um coração reconciliado que tenha experimentado a alegria do perdão?. ?Apenas na misericórdia de Deus o mundo pode encontrar a paz?, disse o João Paulo II. Entre os beatificados está o monge Marco Dáviano que conseguiu libertar Viena do cerco das tropas otomanas em 1683. A Praça de São Pedro estava lotada, com mais de 50 mil fiéis. O papa foi auxiliado pelo cardeal Camillo Ruini e conduziu a cerimônia que também tornou beato Giacomo Alberione (1884-1971) fundador da Família Paulina e padroeiro e dos meios de comunicação.Também foram beatificadas quatro monjas, Maria Domenica Mantovani (1862-1934), Giulia Salzano (1846-1929), Maria Cristina Brando (1856-1906) e Eugênia Ravaco (1845-1900), todas fundadoras de congregações ou instituições a serviço dos jovens e enfermos.Em seus 25 anos de pontificado, o papa, hoje com 82 anos e cujo nome de batismo é Karol Wojtyla, beatificou 1316 pessoas, mais do que os quatro pontífices anteriores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.