Palocci volta a negar ida a mansão em Brasília

O ministério da Fazenda divulgou na manhã desta terça-feira um comunicado sobre as denúncias publicadas hoje pelo jornal O Estado de S.Paulo. Segundo a assessoria do ministério, o ministro Antonio Palocci reafirma o que disse à CPI. "Ele não foi àquela casa no Lago Sul e não tem conhecimento de qualquer atividade que acontecia na casa", afirma a nota. "E mais: o ministro não sabe dirigir em Brasília".De acordo com a assessoria, todas as vezes que precisa se locomover, Palocci ou pede um carro do ministério da Fazenda ou sua mulher dirige para ele. "Portanto, o caseiro e o motorista não estão falando a verdade", disse a assessoria.A nota da Fazenda refere-se a matéria divulgada hoje pelo Estado, que trouxe entrevista com Francenildo Santos Costa, caseiro de uma mansão no Lago Sul de Brasília onde supostamente teria se reunido a chamada "República de Ribeirão Preto".O caseiro afirma que a casa era usada para partilha de dinheiro e que o ministro Palocci era freqüentador assíduo da residência, onde chegava em um automóvel prata. Antes do caseiro, denúncias contra o ministro também haviam sido feitas pelo motorista Francisco das Chagas Costa, em depoimento à CPI dos Bingos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.