Palocci não terá mais vida fácil, diz Tasso

O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissatti (CE), durante entrevista ao "Jornal das Dez", da Globo News, deixou claro que, daqui para a frente, o ministro Antônio Palocci não terá mais vida fácil no que depender da oposição, que até aqui tem mantido certa complacência com o comandante da economia do governo Lula. "Naquilo em que estiver em jogo o futuro do País e até a estabilidade, nós vamos ter responsabilidade; mas onde houver elementos escusos, coisas ilícitas, não cabe a nós esconder. Mesmo que isso coloque em risco alguma fonte de estabilidade", declarou o líder tucano. "Porque o Brasil não agüenta mais isso. Esse governo se excedeu, passou de todos os limites em fazer coisas escusas", criticou. "E onde a gente menos espera, quando a gente pensa que acabaram as denúncias, vêm mais denúncias", referindo-se às denúncias do Estado que envolveram o ministro. "É preciso dar um fim a isso. Eu acho que nós não podemos mais dar guarida a nenhum tipo de ilicitude."

Agencia Estado,

15 de março de 2006 | 05h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.