Palocci e Dirceu lamentam morte de Roberto Marinho

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, lamentou a morte do jornalista Roberto Marinho, presidente das Organizações Globo. Por intermédio de sua assessoria de imprensa, o ministro disse que Roberto Marinho mostrou ao longo de sua vida que é possível construir um país moderno, dinâmico, progressista e justo. Para o ministro, Roberto Marinho foi responsável, através das Organizações Globo, por uma importante integração nacional, no campo cultura e da informação. Ele disse ainda que Roberto Marinho, junto com as Organizações Globo, ajudaram a construir um Brasil democrático. O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, também divulgou nota, lamentando a morte do jornalista Roberto Marinho. "Tendo dedicado sua vida à construção de uma das maiores redes de comunicação do mundo, Roberto Marinho acompanhou a evolução de seu tempo, implementou as inovações necessárias e deixa sua marca na imprensa brasileira, na história do Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.