Palocci deve dar explicações à sociedade, diz Campos

O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, que detonou uma crise política no governo após a revelação de que seu patrimônio sofreu um aumento expressivo nos últimos quatro anos, deve explicações à sociedade, afirmou na tarde de hoje o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

02 de junho de 2011 | 18h22

Campos compareceu à cerimônia de lançamento do Plano de Superação da Extrema Pobreza - Brasil sem Miséria, ao lado de outros governadores, como Agnelo Queiroz (PT) e Sérgio Cabral (PMDB). "Ele (Palocci) deve, sim, dar as explicações que a sociedade deseja como ministro, como homem público, ele deve à sociedade essa explicação. Agora o que não pode ser feito é prejulgamento, prejulgamento não é democrático", disse Campos à imprensa.

"Não devemos permitir que a rinha política atrapalhe o Brasil neste momento. O ministro Palocci tem bom senso, colabora com este país, a presença dele no governo ajuda o governo. Até agora não consta contra ele nenhum inquérito, nenhuma condenação", afirmou. Para Campos, o ministro-chefe da Casa Civil "tem uma contribuição a dar a este governo", já que seria uma boa pessoa com "trânsito amplo" entre a base e a oposição.

Tudo o que sabemos sobre:
Antonio Palocciministropatrimônio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.