Palocci destaca compromisso inequívoco de Dilma com inflação

O novo ministro-chefe da Casa Civil, Antônio Palocci, disse durante cerimônia de posse ocorrida hoje no Palácio do Planalto que "resta muito a falar" após os discursos da nova presidente Dilma Rousseff na tarde do sábado, durante a posse presidencial. Entre os objetivos econômicos destacados por Dilma, Palocci chamou a atenção para o compromisso "inequívoco" do novo governo com a estabilidade de preços e a melhoria do gasto público.

FERNANDO NAKAGAWA, Agência Estado

02 de janeiro de 2011 | 13h44

No campo político, Palocci destacou o avanço da democracia, com a sinalização de uma reforma política. Citou brevemente no discurso de posse a "valorização do conteúdo programático dos partidos" e o combate à corrupção. A cerimônia de posse de Palocci aconteceu no fim da manhã no 4º andar do Palácio do Planalto e foi acompanhada por uma plateia enxuta, mas com nomes importantes como diversos ministros: Miriam Belchior (Planejamento), Fernando Pimentel (Desenvolvimento), Alexandre Padilha (Saúde) e Alexandre Tombini (Banco Central), entre outros. Além de uma série de empresários, como Roger Agnelli, presidente da Vale, Gerdau Johannpeter, do Grupo Gerdau, e José Luís Cutrale, presidente da Cutrale, maior fabricante de suco de laranja do País e da região de Ribeirão Preto, berço político de Palocci.

Tudo o que sabemos sobre:
possePalocciCasa Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.