Palocci cancela viagem ao Rio para negociar reforma

As discussões sobre a possibilidade de manutenção da aposentadoria integral para o funcionalismo, negociada nos últimos dias pelas lideranças do governo no Congresso Nacional, está movimentando a área econômica na Esplanada dos Ministérios. Diante das posições antagônicas registradas dentro do próprio Executivo, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, resolveu cancelar sua ida ao Rio de Janeiro, prevista para o final da tarde de hoje, para dar continuidade à série de conversas que está mantendo, desde o início da manhã, com outros membros do Executivo sobre o tema. Palocci iria ao Rio participar do encerramento do seminário "Política Monetária: choques e eficácia", promovido pelo Banco Central. Para Palocci, é importante uma discussão mais detalhada e serena sobre a questão da integralidade da aposentadoria dos funcionários públicos, antes de qualquer fechamento de posição por parte do governo. Ainda hoje, o ministro da Fazenda terá uma conversa por telefone com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em Portugal, para acertar o possível cancelamento de sua ida à Madri, programada para a este fim de semana. Na avaliação do ministro, sua presença será importante na reunião que acontecerá na próxima terça-feira, em Brasília, com os governadores sobre a reforma previdenciária, o que inviabilizaria, portanto, sua participação no final da viagem à Europa que o presidente Lula iniciou na última quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.