Palocci alega problemas de saúde e ameaça não depor na PF

Advogados do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci entraram em contato com o delegado da Polícia Federal, Rodrigo Gomes, para comunicar que, por problemas de saúde, é possível que ele não possa prestar depoimento nesta sexta-feira, às 10 horas, informa a Radiobras.Segundo a assessoria de imprensa da PF, Palocci foi intimado na quinta-feira pelo delegado Rodrigo Carneiro Gomes, responsável pelo inquérito que investiga a violação ilegal do sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa.Na segunda-feira, o ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Mattoso confessou ter entregue ao ex-ministro o extrato bancário do caseiro. A Polícia Federal ainda não conseguiu descobrir quem foi o mandante do crime.Na carta em que pediu demissão, Palocci garantiu que não teve participação "nem de mando, nem operacional, no que se refere à quebra do sigilo bancário de quem quer que seja".

Agencia Estado,

30 de março de 2006 | 12h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.