Pais fazem programas ao ar livre no Rio

O domingo ensolarado no Rio foi um convite irresistível para que os pais comemorassem o seu dia ao ar livre. Os programas foram variados, de andar de bicicleta na orla marítima a viagem de trenzinho pela Floresta da Tijuca até o Corcovado. O importante era não deixar a data passar em branco.O consultor de empresas Luis Meireles, de 38 anos, fez questão de festejar o seu primeiro Dia dos Pais ao lado de Pedro, de 11 meses. Acompanhado pelo padrinho da criança, Carlos Augusto Barbosa, de 38 anos, Meireles andou de bicicleta pela ciclovia das praias da zona sul. Perto do meio-dia parou e deu um pote de sopa para o filho. E não fez feio. "A paternidade é a melhor experiência de todas as que já tive na minha vida. É como sorvete, não dá para para descrever o seu sabor", afirmou.Roberto Kreimer concorda com a declaração. "É delicioso, indescritível", comentou sorrindo e levando Eduardo, de 9 meses nos ombros. O engenheiro e a mulher, Luciana, arranjaram uma programação diferente para o seu primeiro Dia dos Pais. "Fizemos um brunch e agora estamos curtindo juntos o passeio", disse Kreimer.O chefe de cozinha Alexandre de Castro, de 29 anos, não ganhou folga e foi convocado para preparar o almoço de sua casa. "Nessas datas, minha mulher me manda para o fogão", brincou. Antes de enfrentar as panelas, Alexandre saiu para dar uma volta com a filha Alana, de 4 anos. "O nosso programa de domingo é andar de bicicleta", contou. Depois disso, os dois voltaram para casa e prepraram o prato especial do dia: espaguete com frutos do mar.O dentista Ancelmo Amorim, de 35 anos, escolheu outro roteiro e levou Giovanni, de 3 anos, para visitar o Cristo Redentor. Ao chegar à estação, surpreendeu-se com a recepção que encontrou: balões coloridos, música ao vivo com um saxofonista e um tecladista, brindes e... champagne. Por causa da data, a empresa que administra o trem do Corcovado deu um clima de festa ao local. Os pais que entraram acompanhados dos filhos tiveram um desconto de 50% na passagem. "Sem dúvida, este tipo de homenagem faz o programa ficar mais divertido", comentou Amorim, que embarcou tomando champagne.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.