Paim fará ao governo sugestões à reforma da Previdência

Crítico do atual texto da reforma da Previdência, o senador Paulo Paim (PT-RS) disse hoje, em discurso no plenário, que apresentará na segunda-feira ao governo uma proposta com mudanças nas regras previdenciárias prevendo uma transição para os servidores públicos que estão na ativa. Segundo ele, essa sugestão tem de ser incorporada ao atual texto do governo "por uma questão de justiça."Paim envolveu-se nos últimos dias em discussões e debates com entidades de servidores públicos inativos para a elaboração de uma proposta alternativa. "A proposta está no Congresso e temos a obrigação de discuti-la item por item. O papel do parlamento não é apenas carimbar, mas também contribuir com o governo", discursou. O senador petista se reunirá na próxima segunda-feira com o vice-presidente da República, José Alencar, para apresentar suas sugestões. Também deverá ser recebido nesta semana pelo ministro da Previdência, Ricardo Berzoini. Além das críticas, Paim dedicou parte de seu tempo de discurso para elogiar uma iniciativa do governo, o anúncio do reajuste de 19,71% concedido aos benefícios da Previdência superiores a um salário mínimo. O aumento será aplicado a partir do dia 1º de julho sobre os benefícios de 12 milhões de aposentados e pensionistas. "O reajuste não foi exatamente o que eu queria, mas foi assegurado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor) integral dos últimos 12 meses."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.