Paim assina manifesto da esqueda do PT para elevar mínimo

O senador Paulo Paim (PT-RS) assinou o manifesto elaborado por um grupo de deputados da esquerda do PTque defende reajuste maior do que o concedido pelo governo para o salário mínimo, que foi fixado em R$ 260,00. O documento, que já contava com a assinatura de 21 deputados e também da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), aponta como fontes para aumento do mínimo - o grupo não propõe um valor exato - o aumento da arrecadação, uma redução "modesta" do superávit primário e remanejamento de dotações orçamentárias. O manifesto termina afirmando que essa convicção - de que poderá haver aumento do valor proposto pelo governo - orientará o voto dos signatários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.