27.07.2012
27.07.2012

'Pai' do Bolsa Família vai responder por reforma agrária

Petista Patrus Ananias, ex-ministro de Lula, volta à Esplanada para comandar Desenvolvimento Agrário

O Estado de S. Paulo

06 de janeiro de 2015 | 11h49

O novo titular do Desenvolvimento Agrário está entre os poucos ministros do 2º mandato da presidente Dilma Rousseff a contar com aprovação da maioria dos integrantes do PT. Aos 62 anos, Patrus Ananias volta à Esplanada cinco anos depois de deixar o governo Lula e tornar-se conhecido pela implantação do Bolsa Família, uma das principais marcas da gestão petista.  

Patrus é filiado ao PT desde 1981. Antes de ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, pasta criada por Lula, foi vereador, prefeito de Belo Horizonte e eleito deputado federal em 2002. Deixou a Câmara em 2004, ano em que assumiu o ministério, que só deixaria em 2010. Formado em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, o ex-ministro estava dando aulas na PUC-Minas. Nas eleições de 2014, ele foi novamente eleito deputado federal por Minas Gerais.

A ligação histórica com o PT, sua trajetória política e a proximidade com o antecessor de Dilma explicam o fato de Patrus ter sido um dos ministros mais aplaudidos durante a cerimônia de nomeação no Palácio do Planalto, na última quinta-feira, 1º.

Considerado um contraponto à indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB) para a Agricultura, o petista comandará a pasta responsável por, entre outras ações, promover a reforma agrária e programas sociais voltados à população rural. O posicionamento favorável a essas bandeiras também agradou representantes de movimentos ligados à questão agrária.

Tudo o que sabemos sobre:
posse 2015Patrus Ananias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.