Pagot repete na Câmara estratégia de ontem no Senado

O diretor afastado do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antonio Pagot, começou por volta das 10h30 a exposição inicial de sua defesa na Câmara dos Deputados, em audiência pública conjunta das Comissões de Fiscalização e Controle e Viação e Transportes. Nos primeiros 20 minutos de depoimento, Pagot já mostrou que repetirá na Câmara o desempenho de ontem no Senado.

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

13 de julho de 2011 | 10h46

O executivo adota a mesma estratégia aplicada em seu depoimento anterior: apresentar a estrutura do Dnit para argumentar que não lhe cabia tomar decisões isoladamente, ou seja, ele dividia as responsabilidades com toda a cúpula do órgão. Nessa linha de defesa, Pagot amarra o destino de todos os diretores do Dnit ao seu. Ele demonstra aos parlamentares que todas as decisões do órgão são tomadas por ele e outros seis diretores, entre os quais o petista Hideraldo Caron, da diretoria de Infraestrutura Rodoviária.

Pagot acrescenta que o colegiado de diretores também decide em parceria com um conselho de administração, formado pelas cúpulas de vários ministérios. Assim como ontem, Pagot também ressaltou que todas as decisões do órgão são tomadas por "unanimidade", embora o regimento interno autorize a execução de projetos avalizados por maioria absoluta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.