Paes de Barros afirma que seu primo foi vítima de latrocínio

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) informou hoje, em discurso noplenário, que seu primo Luiz França de Moura Neto foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte) em Cuiabá e que o fatonão tem relação com suas atividades políticas. Ele disse que recebeu a informação do secretário de SegurançaPública de Mato Grosso. ?Quero informar ao Senado sobre a minha tranqüilidade de que não se trata de crime com conotaçãopolítica e que o caso não tem nenhuma relação com as minhas atividades aqui nesta Casa?, disse.Aliados do senador chegaram a ficar preocupados que o crime pudesse ter conotações políticas, uma vez que Antero foi oautor da proposta de abertura da CPI do Waldomiro. Por conta disso, o próprio governo se empenhou em oferecer apoio aosenador, garantindo, inclusive, proteção pessoal a ele e a seus parentes. Antero agradeceu o empenho do ministro da Justiça,Márcio Thomaz Bastos, do diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Lacerda, e outras autoridades que se empenharam nainvestigação do seqüetro e morte de seu primo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.