Padilha evita falar sobre candidatura para empresários

Durante palestra a empresários na noite desta quinta-feira, 27, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, evitou comentar a provável candidatura pelo PT ao governo do Estado de São Paulo. Após a apresentação, os participantes do evento se mostraram curiosos sobre a postura do petista, que, indagado sobre o que esperar de seu trabalho como governador, respondeu: "2014 vamos discutir em 2014, mas pelas entrelinhas já sabem como eu penso". "Vamos precisar de um outro jantar", brincou, dizendo que só se manifestaria sobre a candidatura no próximo ano, apesar das insistências.

BEATRIZ BULLA, Agência Estado

28 de novembro de 2013 | 21h29

Durante a palestra, o ministro falou sobre a eficiência da gestão pública, parceria com o setor produtivo sobre a necessidade de inovação tecnológica. "Nós somos bons de enfrentar resistência", disse Padilha sobre o Ministério da Saúde, citando o programa Mais Médicos.

Padilha foi questionado ainda sobre sua posição a respeito da desoneração da cadeia produtiva, reforçou que o governo federal teve uma "visão muito clara" sobre ter política tributária que incentivasse diferentes setores essenciais da economia. "Defendo e sempre defenderei que existam políticas tributárias específicas que reduzam custo, incentivem investimento", afirmou o ministro.

Ele disse defender a desoneração de toda a cadeia de medicamentos do País. Completou dizendo que em um Estado rico como São Paulo é preciso que o desenvolvimento esteja associado "fortemente" a políticas tributárias que possam estimular setores da economia.

Nesta sexta-feira, 29, o ministro volta a se encontrar com empresários em São Paulo, desta vez para anunciar investimentos em infraestrutura tecnológica em Unidades Básicas de Saúde (UBS) da rede pública do País, em reunião com empresários que compõem a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI).

Tudo o que sabemos sobre:
Padilhaempresários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.