Elza Fiuza/ABR
Elza Fiuza/ABR

Padilha está 'consolidado' como candidato petista em SP, diz Emídio

Para ex-prefeito de Osasco, haveria um consenso em torno do ministro da Saúde que teria 'dinamismo capaz de encarar o desafio que São Paulo precisa'

GUSTAVO PORTO, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 19h25

O ex-prefeito de Osasco e candidato à presidência do PT estadual, Emídio de Souza, afirmou nesta sexta-feira, 27,que o nome do ministro da saúde Alexandre Padilha está "consolidado" como candidato petista para a sucessão de Geraldo Alckmin em 2014. "Há um consenso sem resistência e é um nome novo com dinamismo capaz de encarar o desafio que São Paulo precisa", afirmou.

Emídio fez o pronunciamento durante o lançamento de sua candidatura para a presidência do diretório estadual do partido. De acordo com ele, Padilha deve deixar o cargo entre o final do ano e começo de 2014 para iniciar a sua campanha para a eleição.

O petista também aproveitou para criticar o governador Geraldo Alckmin. O tucano foi, segundo ele,o principal responsável pela onda de protestos ocorrida em junho deste ano. "O governador foi muito valente com os manifestantes, mas é muito manso com o crime organizado".

Ainda segundo Emídio, o foco do PT nas alianças em 2014 são os partidos da base aliada do governo federal, apesar de alguns deles como o PMDB, com Paulo Skaf, e o PSD, com Gilberto Kassab, ensaiarem uma candidatura própria.

Mais conteúdo sobre:
PTSPPadilhaEmídio de Souza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.