ALEX SILVA/Estadão
ALEX SILVA/Estadão

Padilha defende realização da CPI da Sabesp na Câmara

Candidato declarou que espera que comissão esclareça questão do abastecimento de água no Estado

WLADIMIR DANDRADE E STEFÂNIA AKEL, Estadão Conteúdo

07 de agosto de 2014 | 17h53

O candidato do PT ao governo paulista, Alexandre Padilha, defendeu mecanismos de investigação da crise de abastecimento de água no Estado ao responder à pergunta sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Sabesp instalada na Câmara municipal de São Paulo. Ele disse esperar que a comissão esclareça a questão do abastecimento para a população.

"Espero que seja para fazer um esclarecimento para a população, não para uso político", afirmou. Questionado sobre se o momento da convocação da CPI poderia indicar oportunismo político, Padilha respondeu que o momento coincidiu com o racionamento de água.

O petista afirmou que o governo estadual precisa reconhecer que o racionamento já está ocorrendo e prometeu tirar do papel obras necessárias que ainda não foram realizadas, como a recuperação de mananciais e a ampliação de reservatórios. No entanto, Padilha não respondeu se, caso eleito, formalizaria um racionamento de água. Padilha participou nesta quinta-feira da série "Entrevistas Estadão", da qual participam os principais candidatos ao governo de São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.