Padeiros de Curitiba fazem um pão de mais de 445 metros

Para comemorar o Dia Mundial do Pão, padeiros de Curitiba fizeram o que estão acostumados. Com uma diferença: reuniram o equivalente a 17,2 mil pãezinhos franceses em uma única peça, atingindo 445,93 metros. "Se for possível, vamos registrá-lo no Livro dos Recordes", disse o presidente do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria, Joaquim Gonçalves. O pão curitibano venceu outros estabelecimentos espalhados pelo Brasil, que também participaram do concurso organizado pela Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria. Quatorze profissionais estiveram envolvidos na confecção do pão vencedor. Foram utilizados 400 quilos de farinha de trigo, 90 litros de água, 15 quilos de fermento, 6 quilos de sal, 36 quilos de açúcar, 15 quilos de margarina, 15 quilos de leite em pó e 720 ovos. Quem mais gostou foram as crianças de escolas e instituições de caridade da região do bairro Caximba, no sudoeste de Curitiba, que tiveram o privilégio de comer o pão. Ali, no forno da Olaria Cerâmica Gai, ele foi assado. Segundo Gonçalves, foram gastos mais de oito horas para deixá-lo pronto. Mas valeu a pena. Os 445,93 metros de pão pesaram pouco mais de 860 quilos. No ano passado, o pão vencedor do concurso, feito pelo Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Vale do Paraíba (SP), teve 195 metros e pesou pouco mais de 226 quilos. Este ano, o segundo lugar coube ao sindicato do Espírito Santo, que fez um pão com 232 metros e 401 quilos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.