Pacote de bondades para municípios faz até prefeito petista elogiar Campos

Virtual candidato do PSB à Presidência, governador mostrou sua base de apoio nas prefeituras de PE

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

22 de fevereiro de 2013 | 14h02

GRAVATÁ - Enquanto o governo federal é alvo de críticas dos prefeitos e, ao mesmo tempo, tenta melhorar essa relação com parcerias nas áreas social e habitacional, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), aproveitou os holofotes recebidos no ato na quinta-feira, 21, em Gravatá, a 85 km de Recife, para mostrar sua base de apoio nas prefeituras do Estado. Com isso, o presidente nacional do PSB tenta mostrar uma forma "diferente" de se relacionar com outros entes federativos, caso entre de fato na disputa pelo Planalto em 2014.

No evento de quinta, Campos arrancou elogios até de prefeitos correligionários da presidente Dilma Rousseff. "Faltou sensibilidade à presidente Dilma", afirmou o prefeito de Serra Talhada, Luciano Dutra (PT), presidente do Consórcio Pajeú, que congrega 24 municípios do sertão pernambucano. "Como reunir 5 mil prefeitos e não anunciar uma medida de impacto?". Para ele, Campos, que defende um novo pacto federativo, "está sendo mais inteligente".

Nesta semana, Dilma foi lançada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como pré-candidata do PT à reeleição.

O prefeito de Lagoa de Itaenga, Lamartine Mendes (PSB), defende que todos os governadores brasileiros devem seguir o exemplo de Campos. Para Sebastião Dias (PTB), prefeito de Tabira, no sertão, a presidente "não fez nenhuma proposta real" no evento realizado em janeiro.

Pacote. Ao anunciar a iniciativa, na abertura do seminário, na quinta, Campos foi aplaudido de pé e ouviu gritos de "é presidente". Dentro de um pacote de bondades no valor de R$ 612 milhões - de recursos estaduais, incluindo ações em várias áreas -, R$ 228 milhões serão repassados, fundo a fundo, sem necessidade de convênio e sem deixar de fora municípios com pendências financeiras.

Dentro do pacote, o governador também anunciou, entre outras medidas, oferta de cinco poços artesianos para 122 cidades do semiárido, reajuste de 12,7% para o transporte escolar de estudantes estaduais (realizado pelos municípios), acesso à banda larga em todo o território pernambucano e entrega de 36 ambulâncias. Todos os 184 prefeitos do Estado - 53 do PSB - estiveram presentes na reunião, em que o governo estadual deu aula sobre o modelo de gestão adotado por Campos e disponibilizou equipes técnicas para assessorar as prefeituras, visando a gestões eficientes, com planejamento e cobrança de resultados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.